quarta-feira, 5 de maio de 2021


Fanfics para ler na quarentena (que ainda não acabou): Boku no Hero #EXTRA

E aqui está mais uma indicação de leitura #EXTRA. Só lembrando que as histórias extras não possuem um enfoque romântico e entregam uma estrutura mais diferenciada. A fanfic de hoje, por exemplo, é inteiramente desenvolvida com postagens de redes sociais. Bora lá!
Q. A. B., sigla para Quirk Analysis Blog, ou Blog de Análises Peculiar, é a fanfic mais FODA que já encontrei nessa longa vida de fanficagem. Vou logo elogiando mesmo porque ainda estou impactada com o nível de criatividade e esforço depositado nessa história, escrita pela talentosíssima Jihnari.

O enredo inicia com uma inocente postagem de um perfil “fake” de Hawks no Twitter. Tal postagem compartilha o link de um blog desconhecido, no qual o autor anônimo fez alguns comentários duros em relação ao herói Lemillion.
Sir Night Eye, tutor de Lemillion, procura Hawks para tirar a limpo essa postagem, afinal, o seu pupilo saiu com a imagem pública prejudicada. O perfil “fake” de Hawks apenas diz que achou o blog divertido – e que não é o Hawks de verdade kkkkk.
Porém, o compartilhamento gera um imenso burburinho na internet. Q. A. B. se torna um assunto viral e seu autor anônimo ganha milhares de seguidores dedicados. E quem seria esse autor anônimo? Ah, o primeiro e único Midoriya Izuku, um adolescente sem individualidade, mas cheio de conhecimento e paixão pelo universo dos heróis.

A fanfic explora alguns temas e acontecimentos do mangá original, como vigilantismo, o preconceito contra pessoas sem individualidade e a ascensão de Stain, o assassino de heróis, e da Liga dos Vilões. Também temos vários personagens fazendo participação, como Dabi, Shoto, Kaminari, entre outros. Até vemos alguns personagens do spin-off Vigilantes, como The Crawler e Pop Step.

O desenvolvimento de Q. A. B. é maravilhoso, mas o destaque, sem dúvida, é o design.

Nas notas dos capítulos Jihnari conta um pouco sobre suas lutas para formatar os códigos HTML. Acho sensacional que o AO3 dê essas liberdades de criação aos autores. Fanfic é isso mesmo, soltar a imaginação sem nenhuma barreira. É depositar tempo e dedicação para produzir algo sobre aquela obra que você adora e depois soltar isso na internet para alegrar o dia de outro fã.

Adoro como Q. A. B. me proporcionou a distinta experiência de fuçar as redes sociais e particulares dos meus personagens preferidos. É algo íntimo, especial e muito divertido. Tipo, olhem isso:
Parabéns, meu caro, você acabou de ver a tela inicial do celular de Izuku Midoriya! Não é incrível?

E como a maioria das fanfics é lida pelo celular – segundo minhas próprias deduções rsrs – a impressão que fica é que você está segurando o celular do personagem nas mãos. Eu me sinto emocionada com esse pensamento.

E se já não fosse o suficiente, a autora foi mais além e deixou inúmeros links reais espalhados pela fanfic. O blog Quirk Analysis Blog for the Future existe e pode ser acessado através do link postado por Hawks no início da história.
Infelizmente o tradutor automático do meu navegador não traduziu as postagens do blog, mas ainda é muito interessante entrar nele, ver as postagens e imaginar que, sim, foi o Izuku que escreveu aquilo.
- DADOS DA FIC -
Título: Q. A. B.
Autor: Jihnari
Classificação: Adolescente pra cima
Capítulos: 10 (concluída)
Palavras: 18.490
Idioma: Inglês
Link: aqui

Sinopse traduzida: Um mês após a postagem viral inicial de @hawks_unofficial, o blog intitulado "Quirk Analysis Blog for the Future", também conhecido como "Q. A. B.", passou de uma média de 10 visualizações por postagem para uma média de 20.000 visualizações por postagem.
Midoriya Izuku não sabe como sua análise de impressões para o blog é repentinamente popular, e apenas percebe que, às vezes, as pessoas realmente comentam sobre suas postagens agora. Ele não procura no Google a si mesmo ou seu apelido e, portanto, não vê o aumento de artigos online e especulação.
Ele não sabe que o "kyuu-ei-bee" que ele começa a ouvir de passagem se refere ao seu próprio blog. Ele não tem uma conta no Twitter.
Na época, Midoriya Izuku tinha 15 anos.

Izuku (acidentalmente) inicia um culto.
Q. A. B. não é uma simples fanfic, está mais para uma leitura em realidade virtual – se é que faz sentido. Eu recomendo para todo e qualquer amante de fanfics. Sequer importa se você conhece Boku no Hero ou não, apenas clique e aprecie a viagem.

Jihnari deixou no ar a possibilidade de criar uma sequência, porém, devido à complexidade da configuração dos códigos HTML, ela não deu previsão de quando a postaria. Surpreendentemente, me sinto satisfeita com Q. A. B. e não tenho pressa para ler uma continuação. Saindo ou não saindo, eu já estou feliz.

A próxima indicação de leitura voltará para o padrão Boku no Hero Ships. Adianto logo que será uma BakuDeku, na qual nosso adorável Deku é um vilão dos brabos. Até!



Indicações de Fanfics:
Boku no Hero Ships I: Shigaraki/Deku
Boku no Hero Ships II: Bakugou/Deku
Boku no Hero Ships III: Bakugou/Momo
Boku no Hero #EXTRA: Chat dos Professores UA
Boku no Hero Ships IV: Bakugou/Todoroki
Boku no Hero Ships V: Aizawa/Yamada
Boku no Hero Ships VI: Bakugou/Kirishima/Todoroki/Deku
Boku no Hero #EXTRA: a fanfic foda que você precisa ler (atual)
Boku no Hero Ships VII: Bakugou/Deku
Compartilhe
Comentários
0

0 comentários:

 
lljj. - COPYRIGHT © 2018 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
LAYOUT E PROGRAMAÇÃO HR Criações